1. Home
  2. /
  3. Assessoria de investimentos
  4. /
  5. Fim dos Fundos Exclusivos?...

Fim dos Fundos Exclusivos? Otimize impostos com a Carteira Administrada

Os  benefícios tributários dos Fundos Exclusivos já não valem mais em 2024, depois da mudança da legislação que aconteceu em novembro do ano passado. Agora, a categoria passa a ter a cobrança do Imposto de Renda (IR) sobre a rentabilidade duas vezes ao ano, conhecida como come-cotas, assim como os outros fundos.

Diante da nova realidade, as famílias têm buscado outras opções para voltar a contar com a otimização tributária. Em muitos casos, como o custo de manter o Fundo Exclusivo é alto, passa a ser insustentável manter a estrutura.  

A principal alternativa é o serviço de Carteira Administrada – na qual o investidor passa a contar com um time experiente de gestão para administrar o seu patrimônio de forma customizada. 

“Conseguimos acessar ativos restritos ao varejo que têm condições e taxas mais interessantes, e muitas vezes são isentos de IR. Trata-se de uma alternativa aos Fundos Exclusivos para quem busca otimização tributária e taxas atrativas”, diz Bruno Bariotto Pellicano, gestor na SVN Gestão. 

Carteira Administrada

Os clientes da SVN com patrimônio a partir de R$ 5 milhões podem acessar o serviço da Carteira Administrada sem burocracia por meio da SVN Gestão. Basta autorizar que os recursos passem a ser administrados pelo time da Casa. 

Ao delegar as decisões de alocação, o investidor não perde o controle dos investimentos, e sim passa a contar com um profissional que irá promover a gestão ativa dos recursos em busca das melhores oportunidades e remunerações do mercado. 

A escolha dos produtos de investimento segue o perfil de risco de quem investe, e é possível combinar restrições no portfólio previamente. Para o perfil ‘Moderado’, por exemplo, a capacidade de alocação máxima na Renda Variável é de 20%. Mas há investidores mais cautelosos que preferem criar uma trava em 10%.  

“Pré-acordamos todas as regras, e podemos colocar qualquer tipo de restrição. Temos clientes que optam por não se expor a um setor inteiro, ou a alguns papéis. Existem casos em que a pessoa prefere um portfólio formado somente com ativos da Renda Fixa. Todas as possibilidades são válidas”, diz Pellicano.   

Vantagens de contar com o gestor

Uma das premissas do serviço de Carteira Administrada é promover uma gestão ativa do patrimônio na qual os administradores estão sempre em busca de oportunidades, de acordo com o movimento do mercado

“No ano passado, por exemplo, quando o Ibovespa estava no patamar de 110 mil pontos, aumentamos a exposição à Bolsa, pois vimos perspectiva de avanço. Já quando o índice chegou a 120 mil pontos, fomos desfazendo as posições para realizar os lucros”, diz Pellicano. 

A gestão ativa também permite um controle maior sobre a liquidez dos ativos. “Temos clientes que precisam fazer saques semestralmente,  ou mensalmente. Isso permeia toda a estratégia de investimento”, pontua o gestor. 

Além da otimização tributária – com a preferência por ativos isentos de IR – as taxas também são diferenciadas. O serviço de Carteira Administrada prevê um pagamento anual,que é uma porcentagem do patrimônio – na SVN, esse percentual fica abaixo de 1%. Como a gestão é ativa, também existe a taxa de performance. 

“Não temos comissionamento de produtos. O que nos garante o sucesso é entregar uma boa rentabilidade para o cliente para que possamos manter a parceria no longo prazo”, pontua Pellicano. 

Relacionamento com o assessor

A partir do momento que o cliente da SVN passa a contar com o serviço de Carteira Administrada, ele ganha outro aliado que irá trabalhar para o aumento do patrimônio.

“O assessor conhece de maneira profunda as metas do cliente. Por isso, ele contribui não só na formação do portfólio, como no rebalanceamento da carteira, de acordo com as mudanças de planos de cada pessoa ou família”, complementa Pellicano. 

Autor

Priscilla Arroyo
Priscilla Arroyo é jornalista, especialista na cobertura de economia e finanças. Com dez anos de experiência em redações, foi repórter do Brasil Econômico e da Isto É Dinheiro. Como freelancer, contribuiu com reportagens para El País, Uol e iG.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes:

3 minutos de leitura

Simulações de investimentos

Descubra o rendimento de diferentes valores no mercado financeiro.