1. Home
  2. /
  3. Investimentos
  4. /
  5. 2023: oportunidades à vista

2023: oportunidades à vista

Não é segredo que para investir bem é importante ter informações claras e confiáveis. Com o intuito de ajudar os leitores do Portal SVN nesse caminho, o texto a seguir apresenta a visão de diferentes especialistas do mercado para o início de janeiro.

O ano de 2023 começa com o mercado brasileiro à espera dos próximos passos da política econômica. “No Brasil, a trajetória da política fiscal permanece incerta, o que deve manter a volatilidade no mercado em alta”, aponta relatório da XP assinado pelo estrategista-chefe Fernando Ferreira junto ao Time XP Research.

Diante desse cenário, a questão fiscal deve permanecer em destaque durante os próximos meses. Com isso, existe a tendência de aumento do sentimento de incerteza entre os investidores – com momentos de aversão ao risco.

De acordo com o estrategista da SVN Investimentos Pedro Tiezzi, a principal reação contra o afrouxamento fiscal virá por parte do Banco Central. A autoridade monetária deve seguir compensando a expansão de gastos públicos com a política monetária, o que se traduz em juros de dois dígitos nos próximos meses por aqui. A tendência é de que essa dinâmica siga trazendo volatilidade para a Bolsa e oscilação nos títulos públicos.

O cenário pode se traduzir em oportunidades já que, atualmente, as taxas estão em patamares similares aos de 2016, período de maior estresse no mercado local. Vale lembrar, no entanto, que a maioria dos ativos tiveram retornos altos nos anos seguintes.

Cenário internacional

Cenário internacional para 2023 / A imagem mostra um pequeno globo terrestre ao lado de uma miniatura de container, com várias caixas dentro e dois pallets apoiados na lateral. Tudo está em cima do teclado de um notebook.

A reabertura da economia chinesa foi um dos pontos de atenção de dezembro, afinal, entre outros impactos, pode influenciar os preços das commodities, conforme apontado pelo relatório da XP. Países exportadores de insumos tendem a ser beneficiados pelo cenário – e vale destacar que o Brasil tem o gigante asiático como maior comprador de minério de ferro.

Uma reportagem publicada no jornal Valor Econômico aponta que os Estados Unidos devem enfrentar recessão em 2023. Ao menos é o que preveem grandes bancos do país, como Bank Of America e UBS, por exemplo. Ferreira e o Time XP Research apontam que esse cenário de estagnação econômica deve ser leve, visão corroborada por Tiezzi.

O estrategista da SVN explica que o aperto monetário dos Estados Unidos deve ser mantido no primeiro semestre. Como consequência, deve ocorrer um aperto no balanço das empresas – o que pode acarretar em demissões que, caso ocorram, tendem a encolher o consumo e propiciar uma breve recessão.

No entanto, mesmo diante desse momento desafiador, a economia norte-americana mostra resiliência. Enquanto as famílias possuem poupança, as empresas estão menos endividadas. É por questões como essas que uma possível recessão no país tende a ser branda.

Impacto para o investidor

Impacto para o investidor / A imagem mostra um homem em destaque, com um tablet na mão. O homem olha sorrindo para a câmera. Ele está sentado no canto de uma mesa, onde também sentam outros dois homens e uma mulher, que estão conversando entre si.

“O investidor que estiver buscando retornos de longo prazo terá um excelente ambiente para comprar papéis nos dias de maior apreensão”, explica Tiezzi. As oportunidades podem ser encontradas tanto no Brasil quanto nas economias globais, além de também existirem alocações favoráveis para o curto prazo. Trata-se de um momento para estar alerta e identificar boas oportunidades de entrada nos ativos.

Confira os principais indicadores do mercado após o fechamento de dezembro:

Dezembro2022
Ibovespa-2,45%4,69%
CDI1,12%12,39%
Dólar1,47%-5,32%
IFIX0%2,22%
IHFA0,40%13,66%
IPCA-150,52%5,90%
S&P 500-5,90%-19,44%
Dow Jones-4,16%-8,78%
Nasdaq-8,73%-33,10%

Autor

Boris Bellini
Jornalista com experiências em marketing, segurança digital, mercado editorial e financeiro. No meio acadêmico, pesquisa a credibilidade jornalística. Anteriormente foi músico, tendo atuado como violoncelista e professor.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes:

3 minutos de leitura

Simulações de investimentos

Descubra o rendimento de diferentes valores no mercado financeiro.