1. Home
  2. /
  3. Investimentos
  4. /
  5. Break even: o que...

Break even: o que é o ponto de equilíbrio financeiro

Break even point (BEP) é um termo em inglês comum no mundo corporativo e que pode ser traduzido como “ponto de equilíbrio”.

Seu cálculo ajuda a entender a saúde financeira de empresas de diferentes tamanhos. Além disso, também pode ser considerado na análise de investimentos, quando há interesse por ativos de determinada companhia – como suas ações, por exemplo.

Neste texto, o break even e seu cálculo são explicados para auxiliar principalmente os investidores que ainda não se familiarizaram com essa análise.

O que é break even?

O que é break even?

Ele é traduzido como “ponto de equilíbrio” por analisar o momento em que os custos e as despesas operacionais de uma empresa ficam iguais à receita. Por estar no “zero a zero”, é um marco para o lucro ou prejuízo da companhia.

Para entender melhor, vale um exemplo prático sobre a relação do conceito com os lucros de uma empresa hipotética que passou a atuar recentemente no mercado.

Suponha-se que os gastos mensais somam R$ 50 mil. Para atingir o “break even point”, essa empresa precisa ter um faturamento também de R$ 50 mil. Então, o BEP pode ser considerado um ponto de virada a partir do qual, se houver aumento dos ganhos, ela passará a ser lucrativa.

Também é possível imaginar uma companhia que passou algum tempo operando no vermelho – quando as despesas superam as receitas. Se a administração conseguir reverter esse cenário, o break even poderá indicar o momento em que a empresa deixou de dar prejuízo.

Isso significa que o processo de falência dos negócios também passa pelo BEP – ou seja, quando os custos passam a ser maiores do que o faturamento. Então, a empresa aciona um sinal vermelho temporário, e coloca o break even como meta, para garantir o suporte necessário nas finanças.

Caso não seja possível retornar a esse patamar, a companhia pode acabar abrindo falência.

Para que serve o break even

O break even point serve, principalmente, como um indicador da saúde financeira de uma empresa. A medida pode ser usada para categorizar os resultados positivos e negativos, e orientar os próximos passos da gestão para que não haja queda.

Sendo assim, permite uma visão ampla e estratégica do negócio, pois pode servir de base para a precificação dos produtos ou serviços oferecidos. Também é possível utilizar o break even como ponto de partida para a promoção de mudanças no negócio com o intuito de gerar mais produtividade.

Os analistas de mercado podem considerar o BEP na análise fundamentalista e assim avaliar a sustentabilidade do negócio. Para acompanhar o break even, é necessário fazer um cálculo simples.

Como calcular o break even?

É necessário conhecer todas as movimentações de entrada e saída da empresa. Entre os custos (dinheiro que sai), deve-se considerar tanto os fixos quanto os variáveis.

Por exemplo: gastos com prédios ou salas comerciais; contas básicas, como a de energia elétrica; salários dos funcionários; viagens a trabalho; e frete para entrega de mercadorias.

Já em relação à entrada de recursos, deve-se somar todos os valores obtidos com as vendas de produtos ou serviços oferecidos pela companhia.

Quando o investidor – ou o empresário – tiver todas essas informações, aplica-se a seguinte fórmula:

Break even = Custos fixos / (1- (Custos variáveis / Vendas))

Ao avaliar o BEP, é possível ter uma visão panorâmica sobre o negócio que escolheu ou está disposto a investir.

Autor

Boris Bellini
Jornalista com experiências em marketing, segurança digital, mercado editorial e financeiro. No meio acadêmico, pesquisa a credibilidade jornalística. Anteriormente foi músico, tendo atuado como violoncelista e professor.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes:

3 minutos de leitura

Simulações de investimentos

Descubra o rendimento de diferentes valores no mercado financeiro.