1. Home
  2. /
  3. Investimentos
  4. /
  5. Renda Fixa
  6. /
  7. CDI: entenda o que...

CDI: entenda o que significa e como impacta os investimentos

CDI é o Certificado de Depósito Interbancário, um título utilizado pelos bancos para emprestar dinheiro uns aos outros em operações muito curtas – geralmente de apenas um dia. Não se trata de um investimento disponível ao público, mas ele afeta a rentabilidade de ativos da renda fixa.

Neste texto é explicado como ele funciona e seus impactos em investimentos abertos a pessoa física. Para isso, é interessante entender primeiro como são as operações entre instituições financeiras.

Banco empresta dinheiro para banco?

Como visto, a resposta é sim e geralmente em prazos muito curtos. Isso ocorre porque o Banco Central obriga essas instituições a nunca fechar um dia com saldo negativo. Então, suponha que em 1º de junho determinado banco teve muito mais saques do que depósitos entre as operações dos clientes e ficou no vermelho. Ele precisa de dinheiro para não encerrar o trabalho com saldo negativo e, por isso, emite um CDI.

Então, outro banco, que teve um bom saldo positivo no mesmo dia, compra o CDI e empresta dinheiro ao concorrente. Essa é a finalidade do Certificado de Depósito Interbancário.

A B3 – Bolsa de Valores brasileira – acompanha essas transações diariamente. Ela calcula a média de juros cobrados a cada dia nos CDIs e publica como “Taxa DI” – também chamada de taxa do CDI. Além do resultado diário, a B3 ainda calcula o acumulado mensal e o anual.

Como o CDI afeta os investimentos?

Como o CDI afeta os investimentos

A taxa do CDI é um benchmark no mercado financeiro. Ou seja, ela serve como referência para o valor que os investidores recebem ao aportar dinheiro em determinados papéis. Diferentes ativos de renda fixa costumam ser oferecidos dessa forma. Existem também fundos de investimento que oferecem rentabilidade atrelada ao indicador.

De modo geral, quando a taxa do CDI cai, os ativos ligados a ela tendem a pagar juros menores. Por outro lado, quando sobe, os mesmos papéis podem oferecer rentabilidades mais atrativas.

Rentabilidade do CDI

A taxa do CDI é como uma guia para o valor que será pago ao investidor. Por exemplo: um banco emite um CDB e oferece retorno de 90% da taxa CDI no período de investimento. Ao tomar como base o dia 1º de junho de 2022, em que o benchmark registrava 12,65% ao ano, temos que o título bancário pagaria 90% desse valor, que resulta em 11,38% a.a.

Existem investimentos que pagam 100% da taxa CDI e outros que oferecem valores ainda maiores.

CDI e Selic

Selic é a taxa básica de juros da economia. Definida pelo Comitê de Políticas Monetárias (COPOM) do Banco Central a cada 45 dias. Ela serve de referência para os empréstimos que bancos fazem uns aos outros com o CDI. Então, é comum que as duas tenham valores próximos, tanto em momentos de alta quanto de baixa.

Investimentos com rentabilidade baseada no CDI

Como explicado, há diversos ativos que usam a taxa dos Certificados de Depósito Interbancário como referência.

Exemplos:

CDB

Título emitido por bancos e aberto a investidores pessoa física. O dinheiro aplicado é destinado a empréstimos para terceiros e quem aporta no papel pode receber uma porcentagem de retorno próxima à do CDI. Estes ativos costumam exigir investimentos iniciais baixos e oferecem cobertura do Fundo Garantidor de Créditos (FGC) – em caso de problemas financeiros do emissor, ou até mesmo sua falência, os investidores recebem seu dinheiro de volta em aplicações de até R$ 250 mil.

LCI e LCA

Letra de Crédito Imobiliário e Letra de Crédito de Agronegócio. São títulos semelhantes ao CDB, porém lastreados em empréstimos destinados aos setores que dão nome aos ativos. Estes investimentos contam com isenção do Imposto de Renda (IR), também são cobertos pelo FGC e podem oferecer rentabilidade atrelada ao CDI.

Debêntures

Títulos de crédito emitidos por empresas privadas que desejam realizar investimentos em seus negócios. De modo geral, quando o investidor aplica nesses ativos, seus ganhos são taxados pelo Imposto de Renda. Porém, existem as Debêntures Incentivadas, que são isentas de IR. Isso ocorre, pois o valor aportado nesses títulos é destinado a obras de infraestrutura pública. Não há cobertura do FGC em nenhum dos dois títulos.

CRI e CRA

Certificado de Recebíveis Imobiliários e do Agronegócio são ativos ligados a empresas que demoram para receber seus pagamentos. Como, por exemplo, uma construtora que vende apartamentos financiados e leva anos para ter as dívidas quitadas. Por isso, é possível que elas recebam dinheiro de investidores como uma forma de adiantamento do que têm a receber.

Os CRIs possuem lastro em recebíveis do setor imobiliário e os CRAs são lastreados em recebíveis ligados à produção do agronegócio. Assim como as LCIs e LCAs, esses papéis são isentos do Imposto de Renda, porém, não contam com cobertura do FGC. Os dois títulos também podem oferecer rentabilidade atrelada ao CDI.

Fundos de Investimento

Fundos unem aportes de diversos investidores para ter um capital que a maior parte pessoas não tem. Dessa forma, eles conseguem realizar boas estratégias de investimentos, acessam ativos dificilmente abertos a pessoa física e ainda oferecem gestão profissional da carteira.

Existe o chamado fundo de renda fixa simples, que também é uma forma de ter rentabilidade atrelada ao CDI. Eles são obrigados a investir pelo menos 95% do patrimônio em títulos públicos e em papéis privados emitidos por instituições com nível de risco muito baixo – CDBs de bancos grandes, por exemplo.

É comum que esse tipo de fundo também ofereça uma rentabilidade que acompanhe a taxa do CDI.

Como saber a rentabilidade atualizada do CDI?

Esse processo é simples. Basta o investidor acessar o site da B3. Na parte de cima da página principal há uma barra horizontal azul. Nela é possível encontrar a Taxa DI ao lado da cotação do Ibovespa.

Autor

Boris Bellini
Jornalista com experiências em marketing, segurança digital, mercado editorial e financeiro. No meio acadêmico, pesquisa a credibilidade jornalística. Anteriormente foi músico, tendo atuado como violoncelista e professor.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes:

5 minutos de leitura

Simulações de investimentos

Descubra o rendimento de diferentes valores no mercado financeiro.