1. Home
  2. /
  3. Investimentos
  4. /
  5. O que é marcação...

O que é marcação a mercado na Renda Fixa?

Uma das características mais comuns dos ativos de Renda Fixa é o prazo – uma data até a qual o investidor vai receber os juros combinados. É diferente de quem tem ações adquiridas na Bolsa de Valores, por exemplo.

Mas significa que não dá para sair de um investimento de Renda Fixa antes desse prazo? Dá sim, só que o valor dele pode mudar. Por isso é importante entender a marcação a mercado.

O assessor de investimentos João Negrão explica: “Não é preciso carregar o título até o vencimento. É possível vendê-lo antes. E aí está o jogo da renda fixa. O prazo está sempre relacionado à oscilação que esse título pode ter. Para surfar bem nesse movimento é preciso identificar o melhor momento de entrar e de sair dos títulos para capturar os melhores lucros”.

Em um primeiro momento, o assunto pode parecer um pouco complicado. Por isso, este texto busca explicar a marcação a mercado com calma, passo a passo, para te ajudar a não ter dúvidas.

A diferença entre mercado primário e mercado secundário

A diferença entre mercado primário e mercado secundário / A imagem mostra uma investidora com um celular na mão esquerda.

A foto foi tirada por cima de seu ombro esquerdo. É possível ver os cabelos desfocados, mas o celular em destaque, mostrando um gráfico, e ela faz um movimento de pinça com a mão direita na tela. Suas mãos são brancas.

Atrás do celular há um notebook aberto com outro gráfico na tela. Ele tem um teclado com luzes brancas.

Este ponto é o primeiro passo para compreender a marcação a mercado.

O mercado primário é onde o investidor adquire um título de um emissor. Vamos usar o Tesouro Direto como exemplo: o governo emite um papel e alguém investe nele.

Se essa pessoa quiser vender o seu título antes do vencimento, ela vai ter que negociar com alguém – é isso que ocorre no mercado secundário, investidores negociam entre si títulos que já foram emitidos e que ainda não chegaram na data de vencimento.

Resumo:

  • No mercado primário as pessoas compram os títulos de Renda Fixa direto dos emissores;
  • No mercado secundário os investidores negociam esses papéis entre si.

Marcação a mercado na Renda Fixa

Marcação a mercado na Renda Fixa / A imagem mostra uma mulher e um homem durante a reunião de assessoria de investimentos.

A foto foi tirada próximo ao ombro direito do assessor. Ele aparece pouco, mas é possível ver que é branco, tem cabelos curtos, barba e veste uma camisa social.

Ele está apoiado em uma mesa com tampo de vidro, dentro de uma sala de escritório, e o casal está na sua frente. A mulher é branca, tem cabelos abaixo do ombro, usa camiseta e olha sorrindo para o assessor. O homem também é branco, tem cabelos curtos, escuros ficando grisalhos, usa óculos, suéter claro com uma camisa social escura por baixo e também olha sorrindo para o assessor.

Pense em um dos papéis da sua carteira, por quanto ele pode ser vendido? Essa situação é mais ou menos como negociar um carro usado. Para saber o preço de um, costuma-se consultar a tabela FIPE. De certa forma, ela é a marcação a mercado dos veículos usados.

Em um e-book sobre Renda Fixa, João Negrão compara esses investimentos com a compra de um ingresso para um mega show. Então, vamos dizer que você é fã da Taylor Swift, cantora pop americana, e que ela virá novamente ao Brasil em 2024.

Você não quer perder essa oportunidade e já garantiu o seu ingresso por R$ 1 mil. Se fosse um título de Renda Fixa, ele teria vencimento em 2024, no dia do show.

A cantora está em alta, ficou com a 1ª posição na lista de “Artistas virais globalmente” do Spotify em 2022, aplicativo onde acumula quase 100 milhões de ouvintes mensais. Com todo esse sucesso, os ingressos esgotaram muito rápido. Assim como no mundo pop, essa alta demanda por um ativo também é comum em algumas emissões de Renda Fixa.

Com a alta demanda, as pessoas que não conseguiram comprar direto do site passaram a buscar desistentes a fim de vender o ingresso. Dessa maneira, por conta do forte movimento de procura, em uma semana o seu ticket já estaria valendo R$ 1,5 mil.

Então, você teria a opção de vender esse ingresso com lucro de R$ 500, mas daí não assistiria mais ao show.

Outra situação. Digamos que em 2024 a Taylor Swift já não faça mais um sucesso tão significativo. Neste caso, se você mantivesse o ingresso até lá e, por algum motivo, decidisse vender um pouco antes do show, talvez não conseguisse ganhar R$ 500 como falamos antes.

Pode ser até mesmo que você perdesse dinheiro e tivesse que aceitar um valor abaixo dos R$ 1 mil pagos quando comprou o seu ticket. Seria uma influência da mudança de cenário.

João Negrão explica: “É esse tipo de decisão que quem investe em Renda Fixa pode ter de tomar ao longo do período em que carregar o título na carteira. A pessoa pode vender por um valor maior do que comprou e embolsar o lucro. Mas corre o risco de, ao fim do investimento, deixar de ganhar uma rentabilidade ainda maior”.

Porém, se o investidor vislumbra uma mudança brusca no cenário – como a queda intensa da taxa básica de juros, por exemplo –, ela pode vender parte dos seus títulos para buscar alternativas que façam mais sentido diante do novo cenário.

Vale a pena vender um título de Renda Fixa antes do vencimento?

Vale a pena vender um título de Renda Fixa antes do vencimento? / A foto mostra um homem negro, de terno, usando o computador em uma mesa. Seu terno é com risca de giz formando quadrados, ele tem o cabelo um pouco curto, usa barba baixa e sorri olhando para o computador.

O notebook que ele usa aparece pouco, mas há um monitor ao seu lado com a imagem de um gráfico na tela. Ele começa variando e cai até a metade. Depois, o gráfico sobe de maneira expressiva.

É para entender essa resposta que os investidores acompanham a marcação a mercado. Ela varia de acordo com os momentos da economia. Ao investir em um título da Renda Fixa e vendê-lo depois, é possível ganhar dinheiro com a operação – mas também existe a chance de perda.

Todo o processo explicado ao longo deste texto não é simples. Porém, as análises corretas podem ser feitas com a ajuda de um assessor de investimentos.

Além disso, o Portal SVN oferece uma série de conteúdos com explicações sobre investimentos e o mercado financeiro. Não deixe de aproveitar o seu acesso.

Autor

Boris Bellini
Jornalista com experiências em marketing, segurança digital, mercado editorial e financeiro. No meio acadêmico, pesquisa a credibilidade jornalística. Anteriormente foi músico, tendo atuado como violoncelista e professor.

Compartilhe esse conteúdo em suas redes:

4 minutos de leitura

Simulações de investimentos

Descubra o rendimento de diferentes valores no mercado financeiro.