Bolsas mundiais sobem, em início de semana marcada por ata do Copom, resultados corporativos e Powell

Os mercados mundiais amanhecem no campo positivo nesta segunda-feira (06), dando continuidade ao impulso positivo da última sexta-feira, quando um relatório fraco sobre o emprego nos EUA reforçou a expectativa de manutenção dos juros em dezembro.

Os Estados Unidos criaram 150 mil vagas de trabalho fora do setor agrícola no mês de outubro, abaixo do esperado e com forte queda ante os surpreendentes 297 mil novos postos de trabalho em setembro. Isto aliviou as preocupações de que a Reserva Federal continue a aumentar as taxas de juro.

Além disso, os traders estarão atentos ao presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, que deverá falar duas vezes nos próximos dias. Na semana passada, o banco central manteve as taxas inalteradas pela segunda reunião consecutiva, à medida que os rendimentos dos títulos caíam e os investidores esperam que a sua campanha de aumento das taxas possa terminar.

Enquanto isso, a temporada de balanços americana está a terminar, com 400 empresas do S&P 500 já a terem divulgado os seus resultados financeiros trimestrais. Os investidores ainda estão ansiosos pelas atualizações desta semana de Walt Disney, Wynn e MGM Resorts e DR Horton.

Na Ásia, os mercados asiáticos fecharam no azul, com destaque para alta superior a 5% das ações da Coreia do Sul, depois do país ter imposto novamente a proibição de vendas a descoberto.

Por aqui, o noticiário corporativo também continua em foco nesta semana, com divulgações de resultados de companhias como Petrobras (PETR4), Gol (GOLL4), BB Seguridade (BBSE3), Itaú (ITUB4) e Bradesco (BBDC4).

Já a ata do Copom, que deve detalhar os aspectos envolvidos na tomada da decisão que cortou 50 pontos base da taxa Selic, e o IPCA de outubro dividem as atenções dos investidores locais.

Em meio à isso, o mercado acompanha as últimas tentativas do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, para convencer o presidente Lula a manter a meta fiscal em zero, pelo menos, até março.

Fonte: InfoMoney

📊🗞 Veja os principais indicadores às 8h37 : 06/11/2023

🇺🇸 EUA
Dow Jones Futuro (EUA), +0,08%
S&P 500 Futuro (EUA), +0,20%
Nasdaq Futuro (EUA), +0,25%

🌏 Ásia-Pacífico
Shanghai SE (China), +0,91%
Nikkei (Japão), +2,37%
Hang Seng Index (Hong Kong), +1,71%
Kospi (Coreia do Sul), +5,66%
ASX 200 (Austrália), +0,28%

🇪🇺 Europa
FTSE 100 (Reino Unido), -0,02%
DAX (Alemanha), -0,24%
CAC 40 (França), -0,36%
FTSE MIB (Itália), +0,08%
STOXX 600, -0,08%

🚢 Commodities
Petróleo WTI, +1,68%, a US$ 81,90 o barril
Petróleo Brent, +1,60%, a US$ 86,25 o barril
Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve baixa de 0,05%, a 925 iuanes, o equivalente a US$ 127,28

💲 Bitcoin
Os preços do Bitcoin sobem 0,22%, a US$ 35.166,9

Fonte: InfoMoney

3 minutos de leitura

Compartilhe:

Crie seu cadastro para acessar a área exclusiva do Portal SVN!

Lá você vai encontrar conteúdos exclusivos para investidores de todos os níveis: cursos, web books, lives, ferramentas e muito mais!

Os melhores conteúdos para você realizar os melhores investimentos

Crie seu acesso gratuito

Informe seus dados

Menu

Simulações de investimentos

Descubra o rendimento de diferentes valores no mercado financeiro.