Mercados à espera de dados de inflação no Brasil e nos Estados Unidos

🇧🇷 Ibovespa
O Ibovespa fechou em alta, aos 128.857 pontos (+1,63%). O volume foi mais tímido, refletindo a cautela do mercado em relação aos dados de inflação brasileiros, americanos, e chineses, que sairão na quarta-feira.

A Vale (VALE3, +5,5%) foi o destaque positivo do pregão, impulsionada pelo aumento do preço do minério de ferro, que atingiu seu maior patamar das últimas duas semanas, com o mercado otimista após estímulos chineses. Já Braskem (BRKM5, -2,8%) foi o destaque negativo, com um movimento de realização de lucros após subir 48% nos meses de fevereiro e março.

Para o pregão desta terça-feira, teremos a inflação ao produtor e o índice de confiança ao consumidor do Japão, ambos referentes a março. O foco da semana segue sendo os dados de inflação na quarta-feira.

📊 Renda Fixa
Após uma semana marcada por forte elevação nas taxas, acompanhando o movimento das Treasuries (títulos do governo americano), a curva de juros encerrou o pregão de segunda-feira próxima à estabilidade. Os agentes permanecem à espera da divulgação dos dados de inflação tanto no Brasil quanto nos Estados Unidos ao longo da semana. DI jan/25 fechou em 9,97% (-3bps vs. pregão anterior); DI jan/26 em 10,07% (1bps); DI jan/27 em 10,4% (1bps); DI jan/29 em 10,94% (-0,5bps).

🌎 Mercados globais
Nesta terça-feira, os mercados operam em alta nos Estados Unidos (S&P 500: 0,1%; Nasdaq 100: 0,1%) em semana de divulgação da ata da última reunião do Federal Reserve e da inflação ao consumidor (CPI) referente a março.

Na Europa, os mercados operam majoritariamente em queda, com exceção da Bolsa de Londres, levando o índice pan-europeu a um leve declínio (Stoxx 600: -0,2%) no aguardo da decisão do Banco Central Europeu na quinta-feira. As ações da petroleira britânica BP sobem para seu maior nível desde outubro, após anúncio de expectativa de aumento de produção (a BP está na carteira recomendada de Ações Internacionais). Na China, as bolsas de Xangai e Hong Kong operam mistas (HSI: 0,6%; CSI 300: -0,1%), em semana de divulgação de dados de inflação e setor externo.

🪙 Economia
Num discurso público ontem, o membro do FOMC Kashkari disse que o Fed não pode parar de combater a inflação, enfatizando que a inflação ainda está em torno de 3%, enquanto a meta é de 2%. No Brasil, a produção de veículos caiu para 200,9 mil unidades em março após ajuste sazonal, de 209,2 mil em fevereiro (variação mensal de -4,0%). No Chile, a inflação ao consumidor de março ficou abaixo do esperado, subindo 0,37% no mês (XP: 0,65%; consenso: 0,6%).

Hoje, a agenda econômica está relativamente calma. A inflação ao consumidor do México para março será divulgada esta manhã e, no Japão, a inflação ao produtor de março será publicada à noite.

Fonte: InfoMoney

📊🗞 Veja os principais indicadores às 9h00: 09/04/2024

🇺🇸 EUA
Dow Jones Futuro: +0,01%
S&P 500 Futuro: +0,08%
Nasdaq Futuro: +0,19%

🌏 *Ásia-Pacífico
*Shanghai SE (China), +0,05%
Nikkei (Japão): +1,08%
Hang Seng Index (Hong Kong): +0,57%
Kospi (Coreia do Sul): -0,46%
ASX 200 (Austrália): +0,45%

🇪🇺 Europa
FTSE 100 (Reino Unido): +0,15%
DAX (Alemanha): -0,51%
CAC 40 (França): -0,35%
FTSE MIB (Itália): -0,36%
STOXX 600: -0,06%

🚢 Commodities
Petróleo WTI, +0,08%, a US$ 86,48 o barril
Petróleo Brent, +0,18%, a US$ 90,54 o barril
Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 5,63%, a 815,50 iuanes, o equivalente a US$ 112,76

🪙 Bitcoin
Os preços do Bitcoin caem 2,09%, a US$ 70.880,36

Fonte: InfoMoney

3 minutos de leitura

Compartilhe:

Crie seu cadastro para acessar a área exclusiva do Portal SVN!

Lá você vai encontrar conteúdos exclusivos para investidores de todos os níveis: cursos, web books, lives, ferramentas e muito mais!

Os melhores conteúdos para você realizar os melhores investimentos

Crie seu acesso gratuito

Informe seus dados

Menu

Simulações de investimentos

Descubra o rendimento de diferentes valores no mercado financeiro.