Mercados viram para o positivo no aguardo da divulgação do CPI nos EUA

A quinta-feira começou com altas generalizadas nas principais bolsas asiáticas (exceção ao índice Kospi, da Coreia do Sul), com os futuros em Wall Street avançando, enquanto os investidores aguardam  pelos dados de inflação nos EUA, que ajudarão a esclarecer o caminho da política monetária do Federal Reserve.

O índice europeu Stoxx 600 avança 0,6%, enquanto os futuros de ações dos EUA mostraram que os índices S&P 500 e Nasdaq 100 devem aumentar os ganhos registrados na quarta-feira. Um indicador das ações asiáticas subiu quando as ações japonesas atingiram uma nova máxima em três décadas. Os títulos do Tesouro subiram, enquanto o dólar enfraqueceu face a todos os seus pares do Grupo dos 10.

O relatório de inflação dos EUA é a prioridade dos investidores na quinta-feira. A confirmação da redução das pressões sobre os preços deve apoiar o otimismo em torno das expectativas de cortes nas taxas do Fed, mas uma leitura mais positiva do que o esperado poderá estimular a volatilidade. 
Economistas acompanhados pela Bloomberg esperam que o núcleo da inflação ano a ano caia para 3,8% nos dados de dezembro, ante 4% no mês anterior.

O presidente do Fed de Nova York, John Williams, disse que as autoridades do Fed precisam ver mais sinais de esfriamento na economia antes de reduzir as taxas, mas observou que os atuais níveis de política são adequados para trazer a inflação de volta à meta do banco central. O tom dos comentários foi diferente daqueles que ele mesmo fez em 15 de dezembro, quando disse que a questão de curto prazo era se a política era “suficientemente restritiva” para garantir que a inflação voltasse a 2%. Na ocasião, ele também acrescentou que as autoridades “não estão realmente a falar sobre cortes nas taxas”.

Por aqui, o Ibovespa fechou a quarta-feira em queda de 0,46%, aos 130.841 mil pontos. Grande parte das ações que integram o índice terminou o dia no terreno negativo. Vale (VALE3) caiu 1,50%, com nova queda do minério de ferro na China, marcando a oitava baixa seguida do ativo, algo que não acontecia desde maio de 2022.

O dólar à vista oscilou em margens estreitas ante o real nesta quarta-feira, encerrando a sessão em baixa de 0,30%, a R$ 4,89 na venda, também na espera pela divulgação de dados da inflação americana nesta quinta-feira.

Fonte: Central Investidor

📊🗞 Veja os principais indicadores às 8h50 : 11/01/2024

🇺🇸 EUA
Dow Jones Futuro (EUA), +0,03%
S&P 500 Futuro (EUA), +0,13%
Nasdaq Futuro (EUA), +0,38%

🌏 Ásia-Pacífico
Shanghai SE (China), +0,31%
Nikkei (Japão), +1,77%
Hang Seng Index (Hong Kong), +1,27%
Kospi (Coreia do Sul), -0,07%
ASX 200 (Austrália), +0,50%

🇪🇺 Europa
FTSE 100 (Reino Unido), -0,11%
DAX (Alemanha), +0,27%
CAC 40 (França), +0,22%
FTSE MIB (Itália), +0,15%
STOXX 600, +0,18%

🚢 Commodities
Petróleo WTI, +1,99%, a US$ 72,81 o barril
Petróleo Brent, +1,90%, a US$ 78,29 o barril
Minério de ferro negociado na bolsa de Cingapura teve alta de quase 1%, a US$ 134,1 a tonelada

💲 Bitcoin
Os preços do Bitcoin sobem 3,12%, a US$ 46.995,80

Fonte: InfoMoney

3 minutos de leitura

Compartilhe:

Crie seu cadastro para acessar a área exclusiva do Portal SVN!

Lá você vai encontrar conteúdos exclusivos para investidores de todos os níveis: cursos, web books, lives, ferramentas e muito mais!

Os melhores conteúdos para você realizar os melhores investimentos

Crie seu acesso gratuito

Informe seus dados

Menu

Simulações de investimentos

Descubra o rendimento de diferentes valores no mercado financeiro.