Ibovespa em Alta Após Decisão do Copom; Expectativas para PMIs nos EUA e Zona do Euro

Ibovespa
Na quinta-feira, o Ibovespa fechou em alta de 0,2%, aos 120.446 pontos, com os investidores digerindo a decisão do Copom, da manutenção da taxa Selic em 10,5% ao ano, com unanimidade. O comunicado destacou a incerteza no cenário macroeconômico global, enquanto o panorama doméstico segue marcado por atividade econômica sólida, elevação das projeções de inflação e desancoragem das expectativas, requerendo maior cautela.

O principal destaque positivo da sessão foi a PetroRecôncavo (RECV3, +4,9%), devido a um movimento técnico de recuperação. A ação sobe 6,8% nos últimos 2 dias, e vinha de uma queda de 16,8% desde o começo do mês. Já o principal destaque negativo foi a Azul (AZUL4, -4,1%), continuando o momento negativo do papel, caindo 18,4% em junho até o momento.

Para o pregão de sexta-feira, teremos as prévias de PMIs de manufatura e serviços nos EUA e na Zona do Euro, ambas referentes ao mês de junho.

Renda Fixa
Os juros futuros encerraram a sessão de quinta-feira (20) com fechamento nos vértices curtos e intermediários, e abertura nos longos. Com a decisão unânime de manutenção da taxa Selic por parte do Copom, o mercado logo passou a reduzir a precificação de risco nos ativos locais. No entanto, preocupações com a trajetória fiscal do Brasil, e com a mudança no comando do Banco Central, acabaram por mitigar esse movimento. Nos EUA, o tom mais restritivo do presidente do Federal Reserve de Minneapolis em discurso, aumentou o sentimento de aversão ao risco por parte dos investidores, afetando o câmbio, que subiu para R$ 5,46/US$. Por lá, os rendimentos das Treasuries – títulos soberanos americanos – de 2 anos fecharam em 4,70% (+1,0bps) e as de 10 anos em 4,25% (+3,0bps). DI jan/25 fechou em 10,62% (queda de 9bps vs. pregão anterior); DI jan/26 em 11,23% (queda de 12bps); DI jan/27 em 11,6% (queda de 7bps); DI jan/29 em 12,03% (estável, 0bps); DI jan/33 em 12,17% (alta de 10bps).

Mercados globais
Nesta sexta-feira, os futuros nos Estados Unidos abrem negativos (S&P 500: -0,2%; Nasdaq 100: -0,2%). Hoje, o mercado espera uma série de dados de atividade econômica, com destaque para os índices de gerentes de compras nos EUA e na Zona do Euro. Na Europa, as bolsas operam em queda (Stoxx 600: -0,8%). No Reino Unido, vendas ao varejo superaram as estimativas. Na China, as bolsas fecharam em queda (CSI 300: -0,2%; HSI: -1,7%), na expectativa de novos estímulos do governo à atividade econômica.

Economia
O Banco Central da Inglaterra manteve a taxa de juros estável em 5,25%, em decisão dividida, conforme o esperado. Na Europa e nos Estados Unidos, a semana se encerra com a divulgação dos PMIs – índice de gerente de compras – referentes a junho. No Brasil, agenda de indicadores vazia nessa sexta-feira – destaque para notícias que mostram disposição do governo em revisar gastos com benefícios sociais.

Fonte: Morning Call XP

📊🗞 Veja os principais indicadores às 6h45: 21/06/2024

🌏 EUA

Dow Jones Futuro: -0,15%
S&P 500 Futuro: -0,25%
Nasdaq Futuro: -0,28%

🌏 Ásia-Pacífico

Shanghai SE (China), -0,24%
Nikkei (Japão): -0,09%
Hang Seng Index (Hong Kong): -1,67%
Kospi (Coreia do Sul): -0,83%
ASX 200 (Austrália): +0,34%

🌍 Europa

FTSE 100 (Reino Unido): -0,68%
DAX (Alemanha): -0,57%
CAC 40 (França): -0,53%
FTSE MIB (Itália): -0,94%
STOXX 600: -0,71%

🌍 Commodities

Petróleo WTI, -0,09%, a US$ 81,22 o barril
Petróleo Brent, -0,11%, a US$ 85,62 o barril
Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve queda de 0,36%, a 811,500 iuanes, o equivalente a US$ 111,76.

🪙 Bitcoin

Bitcoin, caem 1,3% a US$ 64.109,60

Fonte: Infomoney

3 minutos de leitura

Compartilhe:

Crie seu cadastro para acessar a área exclusiva do Portal SVN!

Lá você vai encontrar conteúdos exclusivos para investidores de todos os níveis: cursos, web books, lives, ferramentas e muito mais!

Os melhores conteúdos para você realizar os melhores investimentos

Crie seu acesso gratuito

Informe seus dados

Menu

Simulações de investimentos

Descubra o rendimento de diferentes valores no mercado financeiro.