Dados de inflação no Brasil e nos EUA e divulgação de resultados na agenda da semana

🇧🇷 Ibovespa
O Ibovespa caiu 0,7% em reais e 2,0% em dólares, e fechou a semana em 125.124 pontos. O dólar continuou a subir, chegando perto dos R$ 5,30 ao longo da semana, antes de fechar em R$ 5,20 na sexta. Os principais destaques nos últimos dias foram: i) preocupações com a inflação e juros nos EUA, ii) aumento das tensões geopolíticas no Oriente Médio, e iii) o anúncio de mudanças na meta fiscal no Brasil.

Na Bolsa brasileira, a ação da Petz (PETZ3; +31,2%) registrou a maior alta semanal após notícias sobre fusão com a Cobasi. Na outra ponta, CVC (CVCB3; -14,3) teve a maior baixa, estendendo a queda do ano para 42%. Clique aqui para acessar o Resumo semanal da Bolsa.

📊 Renda Fixa
No comparativo semanal, os juros futuros encerraram em alta por toda a extensão da curva, desta vez com maior intensidade nos vencimentos curtos. O diferencial entre os contratos com vencimento em janeiro 2026 e 2034 saiu de 106,0 pontos-base na sexta-feira anterior para 84,5 pontos na última semana. A curva, portanto, apresentou redução da inclinação, e passou a precificar de forma mais contundente uma Selic terminal de dois dígitos para 2024, em torno de 10%. Os ativos locais mantiveram a correlação positiva com as Treasuries. Os T-Notes com vencimento em 2 anos subiram de 4,88% na sexta-feira anterior para 4,97% (+9p.p.), enquanto os de 10 anos passaram de 4,50% para 4,62%, +12 p.p. (ante ~3,90% em janeiro, para referência). DI jan/25 fechou em 10,36% (29,7bps no comparativo semanal); DI jan/27 em 10,8% (23,1bps); DI jan/29 em 11,23% (11,2bps); DI jan/33 em 11,52% (8bps); DI jan/37 em 11,56% (3,5bps).

🌎 Mercados globais
Nesta segunda-feira, os mercados operam em alta nos Estados Unidos (S&P 500: 0,5%; Nasdaq 100: 0,6%), após uma semana bastante negativa. A temporada de resultados toma tração, e grandes nomes reportam nessa semana, incluindo nomes como Tesla, Microsoft, Meta Platforms e Google.

Na Europa, os mercados operam em alta (Stoxx 600: 0,4%). Na China, as bolsas fecharam o dia mistas, com queda em Xangai (CSI 300: -0,3%) após o banco central (PBoC) manter as taxas de juros de 1 e 5 anos inalteradas, enquanto a Bolsa de Hong Kong teve forte alta (HSI: 1,8%).

🪙 Economia
Na agenda internacional desta semana, destaque para o núcleo do deflator das despesas de consumo pessoal (PCE, em inglês) nos EUA, o principal índice de inflação para o Federal Reserve. Os dados referentes a março serão divulgados na sexta-feira. O quadro de inflação persistentemente alta levou a novas projeções sobre a condução de política monetária nos EUA – a equipe econômica da XP projeta o primeiro corte de juros em dezembro (cenário anterior: julho). Além disso, a primeira estimativa do PIB dos EUA no 1º trimestre será conhecida na quinta-feira. Na China, o banco central deixou suas taxas de juros de referência inalteradas, em linha com o esperado. A taxa para empréstimos de 1 ano foi mantida em 3,45%, enquanto a de 5 anos permaneceu em 3,95%.

No Brasil, o IPCA-15 de abril (prévia da inflação mensal) será publicado na sexta-feira. Acreditamos que os grupos de bens administrados e alimentos cederam em comparação a março, enquanto subitens do grupo de comunicação devem refletir altas de impostos estaduais e tarifas, exercendo pressão altista sobre o índice geral. Conforme publicado na semana passada, revisamos a projeção para o IPCA de 2024, de 3,5% para 3,7%. Para mais informações, clique aqui. Ademais, o Conselho de Administração da Petrobras definiu pelo pagamento de 50% dos dividendos extraordinários que haviam sido integralmente retidos.

Fonte: Morning Call – XP

📊🗞 Veja os principais indicadores às 8h57: 22/04/2024

🇺🇸 EUA
Dow Jones Futuro: +0,63%
S&P 500 Futuro: +0,62%
Nasdaq Futuro: +0,66%

🌏 Ásia-Pacífico
Shanghai SE (China), -0,67%
Nikkei (Japão): +1,00%
Hang Seng Index (Hong Kong): +1,77%
Kspi (Coreia do Sul): +1,45%
ASX 200 (Austrália): +1,08%

🇪🇺 Europa
FTSE 100 (Reino Unido): +1,65%
DAX (Alemanha): +0,58%
CAC 40 (França): +0,26%
FTSE MIB (Itália): -0,75%
STOXX 600: +0,49%

🚢 Commodities
Petróleo WTI, -0,83%, a US$ 81,53 o barril
Petróleo Brent, -0,82%, a US$ 86,57 o barril
Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve queda de 0,06%, a 866,50 iuanes, o equivalente a US$ 119,62

🪙 Bitcoin
Os preços do Bitcoin sobem 0,97%, a US$ 65.888,60

Fonte: InfoMoney

3 minutos de leitura

Compartilhe:

Crie seu cadastro para acessar a área exclusiva do Portal SVN!

Lá você vai encontrar conteúdos exclusivos para investidores de todos os níveis: cursos, web books, lives, ferramentas e muito mais!

Os melhores conteúdos para você realizar os melhores investimentos

Crie seu acesso gratuito

Informe seus dados

Menu

Simulações de investimentos

Descubra o rendimento de diferentes valores no mercado financeiro.