Bolsas em alta após resultados de Nvidia; PMIs e dados de emprego nos EUA na agenda do dia

Ibovespa
O Ibovespa fechou em baixa de 1,38% ontem, aos 125.650 pontos. O mercado foi impactado principalmente pela divulgação da ata da última reunião do Fed, realizada no dia 1º de maio, que indicou um cenário de juros altos por mais tempo. Além disso, os investidores aguardaram cautelosamente a divulgação do resultado do 1T24 da Nvidia após fechamento do pregão; leia nossa análise aqui).

O destaque negativo da sessão foi a Minerva (BEEF3, -8,7%) após decisão no Uruguai colocar em xeque acordo de compra pela empresa de três estabelecimentos industriais pertencentes à Marfrig. O destaque positivo foi a Petrobras (PETR3, +0,9%; PETR4, +1,4%), em um movimento de recuperação técnica – desde o anúncio de troca de CEO, a Petrobras apresentava queda de 13,1%.

Para o pregão desta quinta-feira, teremos as prévias dos PMIs de manufatura e serviços referentes ao mês de maio para os EUA, Japão, Reino Unido, e Zona do Euro. De resultado internacional, teremos o balanço do 1T24 da Intuit e da Workday.

Renda Fixa
Os juros futuros encerraram a sessão de quarta-feira com abertura por toda a extensão da curva, em razão de ruídos políticos no Brasil e inseguranças em relação a economia global. No campo doméstico, o Ministro da Fazenda, Fernando Haddad, admitiu preocupação com o crescimento do PIB devido à crise do RS, apesar de afirmar que o fiscal brasileiro não é um problema. A fala gerou aumento da incerteza nos investidores, que passaram a precificar mais risco na curva de juros.

Nos EUA, os rendimentos das Treasuries – títulos soberanos americanos – de 2 anos fecharam em 4,86% (+4,0bps) e as de 10 anos em 4,43% (+2,0bps). DI jan/25 fechou em 10,395% (alta de 4bps vs. pregão anterior); DI jan/26 em 10,78% (alta de 12,5bps); DI jan/27 em 11,145% (alta de 14bps); DI jan/29 em 11,62% (alta de 12,5bps).

Mercados globais
Nesta quinta-feira, os mercados operam em alta nos Estados Unidos (S&P 500: 0,6%; Nasdaq 100: 1,0%), após a divulgação dos resultados de Nvidia, que foram excelentes e contaram com aumento do guidance para o ano. As ações da empresa sobem cerca de 7% nas negociações pré-mercado.

Na Europa, as bolsas operam em alta (Stoxx 600: 0,3%) na esteira do rali da Bolsa americana. Na China, as bolsas fecharam em queda (CSI 300: -1,2%; HSI: -1,7%) em dia de tensões geopolíticas envolvendo Taiwan.

Economia
A ata da última reunião do FOMC – o comitê de política monetária dos Estados Unidos – reconheceu uma perspectiva mais desafiadora para o processo de desinflação naquele país. Em particular, muitos participantes expressaram preocupação de que as condições eram insuficientemente restritivas. De modo geral, consideramos que a ata reforçou o cenário de taxas de juros altas por mais tempo. Mantemos nossa projeção de início de cortes em dezembro.

No Japão, dados antecedentes de atividade econômica do índice de gerentes de compras mostraram recuperação do setor manufatureiro, enquanto os serviços se expandiram a um ritmo mais fraco. Por sua vez, o índice de gerentes de compras da Zona do Euro continuou mostrando uma expansão no ritmo mais alto em um ano puxado por serviços.

No Brasil, o relatório de avaliação de receitas e despesas primárias de maio ampliou a projeção de déficit deste ano de R$ 9,3 bilhões para R$ 14,5 bilhões, ainda dentro do limite inferior da meta, o que dispensou contingenciamentos. Além disso, o relatório previu a liberação do crédito adicional de R$ 15,8 bilhões, conforme permitido pelo novo arcabouço fiscal. Em nossa avaliação, as premissas utilizadas pelo governo permanecem otimistas. Mantemos nossa previsão de que a meta poderá ser alterada a partir de julho deste ano.

Na agenda do dia, destaque para divulgação do índice de gerentes de compras de manufatura e serviços nos Estados Unidos. Além disso, teremos a divulgação dos dados de pedidos de auxílio-desemprego, que podem indicar os primeiros sinais de descompressão do mercado de trabalho.

Fonte: Morning Call – XP

📊🗞 Veja os principais indicadores às 09h05: 23/05/2024

🇺🇸 EUA
Dow Jones Futuro: +0,14%
S&P 500 Futuro: +0,66%
Nasdaq Futuro: +1,07%

🌏 Ásia-Pacífico
Shanghai SE (China), -1,33%
Nikkei (Japão): +1,26%
Hang Seng Index (Hong Kong): -1,70%
Kospi (Coreia do Sul): -0,06%
ASX 200 (Austrália): -0,46%

🇪🇺 Europa
FTSE 100 (Reino Unido): -0,03%
DAX (Alemanha): +0,28%
CAC 40 (França): +0,39%
FTSE MIB (Itália): +0,36%
STOXX 600: +0,38%

🚢 Commodities
Petróleo WTI, +0,73%, a US$ 78,14 o barril
Petróleo Brent, +0,73%, a US$ 82,52 o barril
Minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve queda de 1,09%, a 906,50 iuanes, o equivalente a US$ 125,12

🪙 Bitcoin
Os preços do Bitcoin sobem 0,30%, a US$ 70.034,20

Fonte: InfoMoney

3 minutos de leitura

Compartilhe:

Crie seu cadastro para acessar a área exclusiva do Portal SVN!

Lá você vai encontrar conteúdos exclusivos para investidores de todos os níveis: cursos, web books, lives, ferramentas e muito mais!

Os melhores conteúdos para você realizar os melhores investimentos

Crie seu acesso gratuito

Informe seus dados

Menu

Simulações de investimentos

Descubra o rendimento de diferentes valores no mercado financeiro.